sexta-feira, 6 de maio de 2011

Ser Bilingue. As crianças dão conta?

Posted by MARDEN BASTOS -Real Estate Sales Representative at EXIT Realty Lake Superior at 23:26
Reactions: 
A minha experiência com meus filhos que vieram para cá com 10 e 12 anos de idade, é que submetê-los cedo a uma segunda língua irá torná-los proficentes mais cedo. Já há algum tempo nossos amigos canadenses dizem que meu filho fala sem sotaque. Recentemente uma conhecida canadense que não via minha filha há muito tempo comentou que agora ela perdeu completamente o sotaque e que já fala com jeito de adolescente canadense.

Quando chegamos ao Canadá meu filho tinha algum inglês em sua bagagem: um ano de inglês de escola e um ano e meio de escola particular. Minha filha tinha quase um ano  mas ainda estava na fase infantil do curso e  faltava conhecer estrutura e gramática. Ambos estavam matriculados em escola particular de inglês , mas até então não havia planos de imigração. Apesar deste limite, minha filha em seu primeiro dia na escola elementar, minutos depois ela já estava correndo na escola com outra menina como se fossem velhas amigas. Meu filho parecia ter mais facilidade com o segundo idioma.

O processo de aprender o idioma dentro da escola foi complicado, porque ela era tirada de dentro de sala de aula para ter inglês com uma professora de língua estrangeira. Isto lhe tomou tempo em matérias importantes nas quais ela teve um tempo difícil depois.

Cabe a nós dar a eles a base necessária para a transição e para que a  adaptação seja mais fácil. Portanto para aqueles pais que acham que será melhor que eles comecem aqui na escola canadense, respirando inglês ou francês o tempo todo, que pensem nisto. Eles dão conta? Sim, eles vão dar, mas isto pode impor a eles um peso maior e gerar consequências em sua vida estudantil que poderiam ser evitadas com um tempo em escolas no Brasil, para que eles se sintam mais introsados quando chegarem aqui. Para que eles deem conta de entender um programa mínimo. Eu digo isto principalmente para crianças que já passaram da fase de alfabetização e se encontram numa fase intermédiaria do escola elementar.

Aproveitando este tópico eu li uma entrevista com uma brasileira expatriada na Europa, especializada em linguística e isto poderá ser útil aos imigrantes que tenham dúvidas relacionadas a esta questão.
Além do mais se a criança já tem uma noção da língua evita o constrangimento diante de colegas que muitas vêzes usam a falta de compreensão do idioma para promover o "bulling", ou pela criança não entender o que é falado ou pelo reflexo disto nas notas da escola.
É um gesto de amor da nossa parte integrá-los no processo de imigração e dar a eles a chance de chegar aqui e fazerem a transição de forma mais tranquila.

3 comments:

SonhoComCanada on 7 de maio de 2011 17:03 disse...

é sempre importante que a gente incentive os pequenos a estudar outras linguas desde cedo.
eu comecei a estudar inglês com 8,9 anos de idade. e mesmo assim ainda tenho pouco de dificuldade com certas coisas. porque aqui no Brasil a gente não usa muito o idioma, não tem como ficar fluente, vivendo aqui.
já o francês, dei inicio no ano passado, tudo para me ajudar na realização do meu sonho de morar no Canadá. E pelo fato de ser da área do Turismo e um dia desejar ir a França. Então, o francês não só será últil para ir ao Canadá...mas para outras coisas também.

abraços;
Catherine
http://meetyoutherecanada.blogspot.com/

Dan on 8 de maio de 2011 11:39 disse...

Eu fico impressionado com alguns pais de filhos adolescentes mesmo que resolvem imigrar e deixam a criança chegar no Canadá pra começar a estudar a língua. Conheci já dois casais que fizeram isso, e eu sempre me pergunto "mas asim não é mais difícil pra criança?"
Assim como não entendo as pessoas que só porque passaram na entrevista de seleção do Québec param de estudar francês.
Na minha opinião, quanto mais preparado estiver todo mundo, mais fácil é a integração em geral.
Se um adolescente imigra sem falar a língua, que tipo de integração espera-se que ele tenha?

MARDEN BASTOS (Real Estate Sales Representative) on 8 de maio de 2011 21:50 disse...

Catherine,
Eu concordo com você. Quanto mais cedo melhor! Meus filhos estudavam numa escola que ministrava espanhol de 1ª a 4ª e inglês de 5ª a 8ª. Depois eu os coloquei numa escola particular. Mesmo que as pessoas venham bem preparadas, ainda assim elas não tem a vivência , o mesmo vocabulário, fluência, pronúncia,conhecimento de idiomas, gírias, verbos frasais, etc mas fica mais fácil desenvolver. Com certeza seu francês vai ser bem útil.

Dan,

Realmente quanto maior for a criança, mais essencial é ter um certo domínio do idioma. Concordo plenamente com você que a adaptação fica mais difícil ainda mais para adolescente,que necessitam de auto confiança peloa própria fase de vida.
Eu passei muita dificculdade por não falar inglês e acho mais complicado aprender aqui, sem instruções em português. Tendo a base fica mais fácil desenvolver e aprimorar. O bulling aqui é bem mais acirrado e não falar o idioma pode ser mais um ponto contra o adolescente.Ter que sair da classe para aprender o idioma, toma tempo de matérias importantes e acaba por comprometer rendimento das crianças.

Postar um comentário

Obrigado pela visita e por deixar comentários!
A sua participação é uma complementação ao meu trabalho e é sempre bem vinda!

 

Conversa Entre Penelopes Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare

BlogBlogs.Com.Br