segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Como é a Vida Doméstica No Canadá

Posted by MARDEN BASTOS -Real Estate Sales Representative at EXIT Realty Lake Superior at 15:58
Reactions: 
Num post anterior sobre o Perfil do Imigrante, um dos pontos que levantei foi a questão de viver sem empregada, babá, motorista ou qualquer outro tipo de empregado mensalista.
De certa forma a classe média baixa no Brasil consegue pagar uma empregada, embora nos últimos anos eu tenho ouvido de amigos que está cada vez mais difícil. Com o aumento do salário e com as pessoas fazendo mais exigências para se trabalhar em casa de família, restringindo horário e tipos de serviços a serem prestados, muitas famílias tem optado pela diarista.

Isto para nós no Canadá não é nenhuma novidade. Ter empregada aqui é coisa para gente rica, muuuiiiito rica. Rico quanto? Eu não saberia dizer, mas conheço pessoas que devem ter renda anual acima de meio milhão e que não tem empregada. Conheço pessoas de diversos grupos profissionais, bem sucedidos, com alto padrão de vida , mesmo no Canadá e que não tem empregada.  Porque?
Simples. Aqui, assim como no Brasil tem encargos sociais. Que família vai querer manter uma empregada e vê-la se aposentar na casa e ter que pagar a sua aposentadoria pelo resto da vida. Qual pessoa física vai querer correr o risco de ter de pagar um sálario doença para alguém que se acidentou  no trabalho, em sua casa? Conversando com um amigo, ele me disse que um empregado no segmento que ele trabalha, custa 105% somente em encargos por ano. Ele não soube me dizer se em outros segmentos se este percentual é o mesmo, mas deu para se ter uma idéia da razão pela qual fica impraticável se ter um empregado doméstico no Canadá.

O custo de uma horista é na faixa de 10 a 15$ para limpeza leve. Elas não fazem nenhuma revolução na sua casa. Não tem esta de colocar móveis para cima, arredar móveis pesados do lugar, limpar aquela gretinha. Saiba que existe uma responsabilidade civil muito grande da parte de quem contrata. A última coisa que você quer é que alguém se machuque na sua casa. Aqui qualquer coisa dá direito a processo por danos.

Uma baba também cobra por hora. Uma pessoa adulta cobra também de 10 a 15$ por hora, para cuidar de criança. Existem adolescentes que fazem curso de babysiter e que cobram menos, entretanto é bom lembrar que dependendo do tipo de criança que você tem, seria muita responsabilidade para uma adolescente de 13 a 17 anos tomar conta. Existem também day care que aceitam crianças por tempo parcial e exporádica. Cabe a você pesquisar na sua área e ver quais são suas opções.

Motoristas aqui , os casos mais comuns que conheço, são aqueles que dirigem seu carro quando você bebe e precisa de alguém para conduzí-lo seguro até em casa. Existem empresas que fornecem este serviço. Saiba você que por lei de responsabilidade civil se você se embebedar num bar, o garçon tem por dever chamar um motorista ou um taxi para lhe levar em casa e você paga a conta disto. Caso você pegue na direção ele também tem o dever civil de avisar a polícia e dar a placa do seu carro. Se isto acontecer o seu prejuízo vai ser bem maior.

A vida doméstica aqui é mais fácil na minha opinião. As casas não sujam tanto de poeira pois as cidades são bem limpas e as casas bem fechadas. Mas mesmo no verão quando abro minhas janelas, não dá aquele poeirão que se vê por aí. Toda casa mais nova acima de uns 180 mil doláres geralmente tem lavalouça, lavadoura e secadoura de roupa.  Em casas mais antigas onde a parte elétrica é 60 AMP pode não suportar estes equipamentos modernos, incluindo o microondas. Portanto na hora de comprar cuidado com as casas lindas, antigas, vitorianas, que não tiveram painel elétrico  refeito.

Quase não se usa a vassoura e sim o aspirador. As pessoas deixam seus sapatos na entrada da casa ( dentro ou fora) , mas não andam com o sapato que veio da rua dentro dentro deby casa. Isto ajuda a manter a casa limpa. Porque? Cultura adquirida! Afinal como você acha que fica a casa quando se chega da rua com botas sujas de neve e sal. Melhor deixá-las na entrada, numa bandeija coletora. Além disto a maior parte das casas tem muito carpete e ele é mais difícil de limpar que outros pisos. Então retirar o sapato é uma forma de preservar a limpeza.

A maioria das pessoas lavam suas roupas em casa e levam para a lavanderia somente aquelas que necessitam ser lavadas a seco: casacos, ternos, edredons e outras com recomendações especiais. Entretanto tenho um grupo de conhecidas que não lavam as camisas e calças sociais dos maridos, pois não gostam de passar. Elas usam certas lavanderias que tem um dia com desconto especial  e aproveitam para ter um custo mais baixo. Eu lavo quase tudo em casa. E não passo quase nada. Somente aquelas que não dá mesmo para escapar. O que a maioria das donas de casa fazem é usar um lencinho antiestático para melhorar a performance da secagem e retiram a roupa ainda quente da máquina e com a mão , abrem  e dobram  a roupa. Eu diria que funciona para 80 a 90% das roupas. Eu tomo o cuidado de sacodir certas peças emboladas na lavagem para evitar a formação de dobras.  Uso sempre certos dias da semana, separo as roupas por cores para evitar que as escuras  se encham com plumas  e isto me facilita o trabalho.

Cozinha: a maioria das pessoas aqui usam muito o micro ondas, churrasqueira, forno elétrico, comidas processada, panela slow cooker. Muitas famílias comem muito mal pois são do tipo que abrem pacote e esquentam ou cozinham. O consumo de macarrão, hamburguer e sopa enlatada aqui é algo espantoso. Custo baixo e enche a barriga. Entetanto dá para comer super saudável sem ficar horas na cozinha. Claro que depende de cada um. A prática aqui é um carboidrato, uma salada e uma carne. Na minha casa adotei a conduta de fazer apenas uma refeição principal: o jantar pois é o horário  em que todos estão em casa, ou vem para casa. Geralmente levo 40 minutos, máximo de uma hora. Faço uma quantia a mais e cada um prepara a refeição para levar para a escola e o trabalho no dia seguitne. Sim, muitas pessoas aqui levam comida de casa pois comer em restaurante todo dia sai caro. Não existe PF em buteco da esquina, ou restaurante sellf service baratinho. Uma salada custa na faixa de 5 a 12$. Uma refeição simples, quando muito barato sai por no mínimo uns 15$, uma sopa de 4 a 8$. Um sanduiche entre 5 a 12$. Tudo depende do lugar e do tipo de comida. E em restaurante além do imposto de 13 % tem ainda a gorjeta,  que se sujere ser de pelo menos 10%. Geralmente as pessoas colocam o mesmo valor do imposto. Quando se soma estes valores todos os dias, para diversas pessoas da família, isto pesa no orçamento. Portanto aqui em casa cada um tem sua bolsa térmica, vasilhas plásticas  ou de vidro que vedam bem, garrafas para sucos, térmica para o leite e outros líquidos quentes e todos os dias cada um prepara sua lancheira: frutas, barra de cereais, almoço, iogurte , suco, chá,etc   Nós fazemos como a maioria dos canadenses, levamos de casa. Desta forma conseguimos manter o orçamento dentro dos limites, mantemos a forma pois a grande maioria que come fora tem problema de controle de peso, pois para manter o orçamento se viram com fast food.
Aqui ninguém vai lhe gozar a cara porque você chegou com "merendeira" no trabalho ou você vai ser taxado de peão, farofeiro ou coisa parecida. Ningúem critica o que você tem na sua marmita. Aliás aconteceu um fato curioso comigo. Um dia fiz frango ensopado, arroz e legumes ao teriyaki e levei para o trabalho. Minha colega viu e fez um comentário do tipo : Ah, você encomendou comida chinesa ontem? Porque para eles aqui, arroz faz parte de cozinha chinesa, então na cabeça dela, eu havia comprado comida chinesa no jantar do dia anterior.
Para facilitar a minha vida na cozinha, eu pego os congelados cedo e ponho na pia para descongelar. Uso sempre legumes  frescos e legumes congelados crus, os quais eu preparo na hora. Uma fonte de carbohidrato: arroz ou batata ou pasta. Nunca mais de um. Uma carne, na maioria das vezes assada ou grelhada. Fritura é uma raridade e quando faço prefiro fazer no verão e uso a fritadeira elétrica no deck para não cheirar a casa. Frituras prontas vão para o forno.

Limpeza diária: aspirar a casa com aspirador central eu geralmente faço uma vez por semana. No mais tenho uma vassoura aspiradora no piso principal para eventualidades. Aspirador pequeno e portátil em um dos banheiros na parte de cima, o qual uso de manhã para limpar o chão do banheiro. Lencinhos desinfetantes para a limpeza diária de banheiro  e uma vez por semana, faço uma geral nele. Pano úmido passo quando algo cai em algum lugar e geralmente depois da aspiração geral. Cada vazinha suja vai direto para a lava-louça a qual eu ligo a noite após a refeição. No dia seguinte está tudo seco e pronto para guardar. Vazinhas grandes que não cabem na lavalouça lavo imediato, pois se uma vazinha é colocada na pia, rapidinho ela encontra amigas para fazer companhia e uma pilha se forma num piscar de olhos.

Quintal: a maioria dos canadenses cortam e cuidam da sua grama, recolhem as folhas de suas árvores. Algums pagam para cortar, fertilizar e tratar quando tem algum problema. Eu fiz isto no primeiro ano em que morei em minha casa. Contratamos o serviço de uma empresa para tratar a nossa grama pois ela estava enfestada de praga. Eles usavam produto para matar as pragas e aplicavam fertilizante. Este serviço nos custava cercad e 400$ pela estação pois nosso quintal é grande. Se fosse incluir cortar a grama seria em torno de  uns 700$ . Serviços como cuidar  de praga de larva e aerar era extra. Hoje pagamos para aerar logo após o inverno, lá para abril ou maio. Fertilizamos durante o verão e outono e cortamos duas a 3 vezes por mês. Gastamos cerca de 70$ de fertilizante. Cuidamos para não deixar nenhuma praga crescer.

Portanto com 1, 5 h a 2 hs por dia eu me viro nos 30 para manter minha vida doméstica em ordem.  Se deu para fazer , ótimo. Se não deu, paciência! Sem neura, sem reclamações, sem gastos extravagantes de supermercado ( já tive empregada que gastava um frasco de detergente em 3 dias e uma caixa de sabão em pó em 2 dias- claro que ela não vingou o período de experiência) , com tempo para mim e a família e  sem saudades da empregada!

5 comments:

nevegantes on 21 de fevereiro de 2011 20:29 disse...

Muito bom o post! Este tipo de informação ajuda muito a que quer não só mudar de pais, mas mudar de mente! Obrigado!

SonhoComCanada on 22 de fevereiro de 2011 19:14 disse...

esse post com certeza será guardado, para quando estiver em solo canadense. muito útil !

seria ótimo receber a sua visita no http://meetyoutherecanada.blogspot.com

abraços !

Lupatinadora on 23 de fevereiro de 2011 22:48 disse...

Pra mim o maior "problema" é a falta de cooperação dos maridos brasileiros criados à base da empregada doméstica e cultura machista. Aqui em casa a luta é diária, meu marido até faz mais do que fazia no Brasil, mas o pesado acaba sobrando. Eu ainda chego lá!

MARDEN BASTOS (Real Estate Sales Representative) on 25 de fevereiro de 2011 19:23 disse...

Lupatinadora, Nunca é tarde para começar. Embora eu venha tentando por meus anjinhos nos eixos, tem hora que é necessário falar, falar e falar. Estas minhas férias estão sendo ótimas, porque eles estão assumindo completamente a vida doméstica por inteiro.

Para os demais que vão chegar, pelo se conhece um pouco desta nossa rotina por aqui.

tati e os meninos disse...

Oi Marden,
Concordo com a Lu. Nossos maridos brazucas acostumados com empregada doméstica podem ser um problema aí no Canada.
Já conversamos sobre isto aqui em casa. Mas só saberei de fato quando chegarmos ai. Vamos ver....
Gostei do post. Dá pra ter uma idéia de como a vida vai ficar por ai.
Grande abraço,
tati

Postar um comentário

Obrigado pela visita e por deixar comentários!
A sua participação é uma complementação ao meu trabalho e é sempre bem vinda!

 

Conversa Entre Penelopes Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare

BlogBlogs.Com.Br