terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Colchão e uma noite do sétimo sono

Posted by MARDEN BASTOS -Real Estate Sales Representative at EXIT Realty Lake Superior at 19:22
Reactions: 
Pior do que uma noite mal dormida, são duas noites mal dormidas por causa de um colchão que não satisfaz. Diversos fatores podem contribuir para uma noite ruim, mas devemos pensar no elemento número 1 do sono: a qualidade do colchão.
Tecnologia tem preço. Não precisa ser exorbitante, mas com certeza escolher o colchão pelo preço é com certeza darmos a nós mesmos o pior presente.
Já que passamos cerca de 1/3 da nossa vida na cama melhor investir em algo de qualidade, não acham?
Um leitor do blog me pediu que escrevesse um post sobre colchão  no Canadá e embora eu não seja vendedora de colchão para falar sobre detalhes e mais detalhes eu lembrei das minhas experiências vida afora e das pesquisas que fiz quando comprei meu último colchão.
Meus filhos não entendiam a minha pesquisa e era  motivo de risada quando falei que já dormi em colchão de capim, de palha, esteira de fibra de bananeira, cama de campanha, cama de mola, colchão de espuma tão fina que dava para sentir quantas ripas tinha o estrado da cama, ortopédico que ao final de uns 3 anos dava para sentir os grampos que segurava ( ou não segurava mais) a estrutura, kenkopato ( um colchão de tecnologia japonesa que eu adorei), e aqui no Canadá, colchão de mola de dois tipos diferentes. Bom, faltou as noites em cima de cobertores e edredons, colchonetes em camping e rede também. Tinha noite que a gente torcia para amanhecer logo para poder levantar.

Não precisa nem dizer que uma noite em um colchão de capim você sabe exatamente aonde são os amarrados e torcer para não ganhar uma espetada . No colchão de palha a gente tem de levantar diversas vezes para espalhar a palha dentro do pano pois ela se junta e aí a gente fica dormindo no duro. Além do que,  tem de rezar para o companheiro não se mexer pois é uma barulheira daquelas.

Das experiências mais engraçadas que tive foi com uma cama de estrado de mola na Itália. Chegamos em Firense num dia de festa e sem reserva de hotel. Conseguimos uma vaga num hotel 3 Estrelas ( decadentes) que mais parecia pensão de beira de rodoviária . Eu estava grávida de 8 meses e a cama era de mola e o tamanho, parecia aquela camas que no Brasil a gente chamava de cama de viúvo. As molas da cama já estavam pra lá de relaxadas e quando deitamos, meu marido e eu rolamos parar no meio da cama. Era verão , fazia um calourão e por mais que a gente tentasse não conseguiamos ficar na beirada. Todo mundo sabe que mulher grávida vai ao banheiro diversas vezes a noite, ainda mais aos 8 mêses. Eu tentava sair da cama e não conseguia levantar. Finalmente ele se levantou , me rebocou da cama e colocamos o colchão no chão com o catre em pé na parede pois senão naquela noite não conseguiríamos dormir.


COLCHÃO NO CANADÁ

Aqui no Canadá existe uma variedade bem grande de tipos de colchão com variedade de preços de acordo com tamanho, tipo, acabamento, altura, marca, luxo, se a fabricação é canadense ou americana, etc. Os tipos que vi aqui são: ar, mola, espuma, água e gel.  

Não basta saber  a diferença de material usado nos tipos acima. Existe uma série de particularidade que pode nos levar à compra errada. São estas  informações  que o vendedor fala e que se a gente não tiver a menor noção, acabamos comprando aquele que ele quer vender pois lhe dá mais comissão, e os termos parecem meio que grego para nós.

Vamos aos tipos de colchão:

COLCHÃO DE MOLAS
1- Tipos de molas:
A- Bonnel spring- é o tipo clássico de mola,molas individuais atadas umas as outras para formar um bloco unitário. É o mais antigo sistema  de molas e também o mais usado em colchão mais barato, oferecendo um suporte de peso menor.  E tido  como o pior sistema de molas.

B- Continous coil spirng- feito por um único fico de arame que forma diversas molas, unidos entre si para dar o formato do colchão.

C- Open end spring- também chamado offset  coils,as molas são unidas umas as outras por um sistema de fios, no meio da mola, deixando as extremidades livres para se ajustar ao peso colocado sobre elas.
D- Pocket Coil- Também chamado "Marshall coils.  Cada mola é envolvida por um tecido e não tem nenhuma conecção com a outra o que permite individual compressão de cada mola, mesmo que o tecido que recobre limite sua movimentação. É tido como o sistema mais caro e também mais confortável. Ideal para cama de casal pois o movimento de um não incomoda o outro. Geralmente o aço usado nas molas é temperado o que  o torna mais resistente. As molas geralmente são mais macias e menores.

2-  Bitola do arame da mola- usada na fabricação do colchão vai determinar a durabilidade dele. Quanto menor a bitola  maior a durabilidade. Digamos que a grossura do arame é um dos fatores que determina a firmesa do colchão.

3- Número de molas no colchão. Geralmente um colchão tem entre 250 a 500 molas (dependendo do fabricante,  tamanho e qualidade do colchão). Quanto maior o número de molas , mais peso ele suporta.

4- Número de voltas na mola- quanto maior o número de molas mais macio e mais durável.

5- Jeito que as molas são arranjadas dentro do colchão-  diferentes fabricantes arranjam as molas de forma diferenciada em seus produtos. Alguns usam mais molas no centro onde o corpo( ou corpos)  tende a pressionar para baixo ou nas bordas onde as molas tendem a quebrar primeiro, pois é o lugar que receber pressão na hora de deitar e levantar.

Os colchões de mola podem ser colocados diretamente no chão ( estilo europeu), sobre uma base ripada ( estilo Brasil) ou sobre uma outra caixa de madeira com sustentação de metal ( estilo americano).

Como escolher um colchão de molas: seguindo a escala de A a D de forma ascendente, sendo bonnel spring o pior deles e pocket spring o melhor. Quanto mais atadas forem as molas, mas elas transferem o seu movimento ao parceiro, sendo que o movimento de um incomoda o sono do outro, portanto o sistema open coils e pocket coils são melhores em termos de limitar a transferência de movimento. Diferença na tensão dos arames usados na mola, comprimento da mola, arranjos vão produzir diferente sensação de conforto para as pessoas. O sistema Open coils e pocket coils são mais indicados para casal pois as molas se adaptam individualmente ao peso de cada um, principalmente o último tipo.
Use sempre o box spring da mesma marca para evitar problemas de afundamento, pois cada fabricante usa material que suporta o peso do produto que ele fabrica.  Se você optar por não comprar o box spring, ponha o colchão no chão ou use uma base feita de madeira inteira apra evitar danos ao colchão ( o que afeta a sua garantia ).
Eventualmente as lojas podem lhe oferecer box spring com diferente acabamento por um preço menor.
Para você escolher um colchão, sabendo dos tipos existentes acima,  é realmente experimentando, pois diferentes fabricantes usam qualidade de materiais diferentes  e arranjos, tem firmezas diferentes em suas molas  e acabamento mais ou menos sofisticado. A camada de espuma também pode ser mais firme ou mais macia, com acolchoamento mais alto ou menor,  com material mais sintético ou mais orgânico.  Além do  tipo de colchão, cuidado também com o tamanho pois o colchão de mola não é tão maleável e pode não entrar em certas casas, onde as escadas são cercadas por paredes, ou fazem ângulos.  Se você não pode  testar o colchão então escolha o pocket coils spring fabricado por uma empresa consagrada no mercado, pois oferece mais conforto.


Minha sugestão é vá em diferentes lojas, pois certas muitas trabalham com fabricantes exclusivos. Teste os colchões. Não tenha vergonha! Deite role, faça movimentos bruscos para virar para ver se o seu parceiros vai ser incomodado. Sente-se na borda e veja o tanto que ele amassa. Casais com uma diferença considerável no corpo terá de achar um meio termo. Ou escolher aquele com firmesa maior para suportar o parceiro mais pesado. Quando a diferença de peso é grande uma  alternativa para estas pessoas é comprar os modelos partidos ao meio que é o estilo bem comum na Europa. Depois de escolher uns três modelos, faça notas, volte para casa e vá ler mais a respeito do colchão . Leia bastante reviews de clientes e também analises comparativas de alguma fonte que não seja uma empresa vendedora de colchão.


Cuidados com o colchão de mola.


Um colchão pode durar até 10 anos em média, se escolhido certo para o seu peso e se devidos cuidados são tomados. Algumas empresas oferecem garantia longa. Entretanto há sempre restrições. Considerando que certos colchões podem custar uma pequena fortuna, vale a pena cuidar desde pequeno investimento.


1- Usar um protetor de colchão para evitar marcas, contaminação excessiva por bactérias e aumentar a longevidade do seu colchão.
2- Não permitir que o seu colchão vire playground- colchão não é pula-pula. Deite, não se jogue em cima dele.
3- Vire o seu colchão de lado no máximo a cada 3 mêses e gire seu colchão mensalmente para que ele "amasse" igualmente. Para garantir que você não se perca , faça alguma marquinha na etiqueta, coloque algo adesivo para lhe mostrar quem dorme de cada lado.
4- Uma vez por mês remova o protetor de colchão e coloque-o de pé para que ele receba ar dos dois lados, Se isto for impossível, levante um lado do colchão e coloque algo que o mantenha elevado por algum tempo, depois mude este objeto de lugar.
5- Sempre que possível, remova o protetor e deixe o sol bater em cima do colchão. Não se esqueça que o sol é bactericida!

COLCHÃO DE AR

São geralmente baratos e considerados uma opção de uso  temporário embora algumas pessoas preferem  tê-los permanente
São disponibilizados no mercado em diferentes tipos de materiais , mas geralmente um tipo de plástico resistentes, ou revestido de tecido ou borracha. Não oferecem o mesmo nível de conforto que um colchão de espuma ou mola, mas são fáceis de carregar e estocar. Ideal para viagem ou para receber convidados. Podem se danificar facilmente mas geralmente não causam grandes danos quando furam, pois o ar sai lentamente.

COLCHÃO DE ÁGUA OU GEL.

Oferece um alto nível de conforto, mas é muito pesado, sendo dificil de ser movido, pois são muito pesado. Geralmente é preenchido com  água ou gel e é facil de limpar externamente. Existem alguns modelos que oferece a opção de aquecimento com controle de temperatura o que implica em mais conforto, porém  com certo custo, consumindo uma faixa de 500 Kwatts por ano. Os que tem controle de onda são melhores pois estabilizam a água mais rapidamente.  Entretando para pessoas com sensibilidade a movimento , pode dar a sensação de estar navegando principalmente nos colchões sem controle de ondas. Os tamanhos podem ser fora do padrão.
Quando precisa ser movido a água deve ser escoada. Caso fure pode causar um grande dano no piso e na casa, se não identificado a tempo.


COLCHÃO DE ESPUMA


Existem diferente tipos de colchão de espuma. Eles apresentam uma construção simples, geralmente 1 a 4 camadas de latex. Geralmente os de uma camada podem vir até sem cobertura e ser feito de material barato, e ser bastante macio.   Quando contém mais de uma camada, a de baixo é a mais firme e as subsequentes são cada vez mais macias. A camada de baixo é a que dá sustentação ao colchão. Tem espessura geralmente entre 12 a 15 cm ( 5 a 6 ") e podem ser fabricados em alta qualidade latex ou espuma de poliuretano.

O sistema de construção são "casulos" profundos cilindricos, espalhados pela extensão do colchão. Alguns fabricantes podem usar o mesmo tamanho de "casulo", e outros misturam diferentes tamanhos para proporcionar níveis de suporte e conforto ao corpo.

O material usado pode ser natural ou sintético ou uma mistura deles. Material natural é conhecido por maior elasticidade, resistência a bacterias e mofo, biodegradabilidade. O material sintético tem grande parte das características do material natural porém oferece mais firmeza e maior resistência a deformação ao longo do tempo. Portanto a mistura dos dois tipo de material captura a elasticidade da fibra natural e  consistência e durabilidade da fibra sintética.
Alguns fabricantes usam certos materiais para "enchimento" que são partículas de material misturados ao latex ( argila ''e uma delas)  tornando a espuma mais barato, porém mais firme e menos durável. O termo puro latex indica que nenhum tipo de enchimento foi usado na fabricação.


Espuma de memória ( Memory Foam


O colchão "memory foam " é conhecido como Visco elastic0,  é um colchão  fabricado com poliuretano, desenvolvido pela NASA para os equipamentos e roupas dos astronautas.  A espuma de poliuretano é constituido de bilhões de células de ar que descomprime quando um peso é colocado, liberando o ar do seu interior. Quando a pressão e retirada ou aliviada, as celulas enchem de ar novamente recuperando sua forma, porém de forma lenta, por isto chamado memory foam, porque a forma do corpo fica no momento em o corpo é removido. De acordo com alguns artigos que li, uma pessoa se move cerca de 88 vezes durante a noite. Num colchão "memory foam" a pessoa se move  muito menos, tendo uma noite mais relaxante, movendo cerca de 18 vezes.


Um colchão deste tipo varia de um para outro basicamente na densidade, e altura da espuma usada. A densidade da espuma  é um fator determinante na sensação de firmeza e conforto, durabilidade e custo. Alta densidade geralmente duram mais e custam mais caro, mas não necessariamente são mais firmes. A densidade de um colchão   "Memory foam"é medido pelo seu peso em "pés cúbicos" que geralmente entre a faixa de 2 a 6 libras por pé cúbico. Boa qualidade de colchão usa pelo menos  poliuretano de 4 libras por pé cúbico.


A maioria dos colchões tem uma parte central ou a parte de baixo de uma camada de espuma de poliuretano regular coberto com uma camada de uma memory foam mais macia que geralmente tem espessura entre 2 a 6 polegadas ( entre 5 a 15 cm) . Quanto mais grossa for a camada de "memory foam" mais profudamente o seu corpo vai afundar no colchão. Isto é uma questão de preferência pessoal. Ao contrário, quanto mais densa for a "memory foam", menos o seu corpo afunda no colchão. Fabricantes de produtos de alta qualidade tendem a usar camadas de cobertura mais grossas ( exemplo com 3 a 4 polegada de espessura) de poliuretano  alta densidade . Este tipo de combinação, onde uma camada mais firme de uma espuma de poliuretano de memória, de alta densidade contrabalança ccom uma camada mais grossa de poliuretano de memória. Este tipo de combinação dá ao colchão um balanço em termos de suporte , usando espuma de alta durabilidade entyretanto o custo é relativamente alto.


Cuidados com os Colchão de Espuma, Latex e Memory Foam

Embora o latex sintético e natural sejam mais resistentes ao ataque de bacteria e fungo, o fato do colchão fabricado com eles ter um grande número de câmeras de ar, estas áreas são uma porta aberta a depósitos de células do corpo humano que serve de alimento para uma gama de microrganismos.  E isto pode ser um ambiente para as alergias respiratórias.

Portanto certos cuidados podem não só contribuir para aumentar a vida útil do colchão, como também para prevenir alergias.

* Usar protetor de colchão;
* Arejar o colchão sempre que possível,
* Rodar o colchão na cama uma vez ao mês,

2 comments:

Astor Ventura on 13 de janeiro de 2011 08:44 disse...

Obrigado, Marden! Ótimo e muito util o post!

Abs.

Ventura

Tatiana on 16 de janeiro de 2011 14:05 disse...

"Nao tenho a menor duvida, que o colchão é um dos grandes investimentos que podemos fazer na nossa vida.
Nao tem coisa pior que um noite mal dormida, no dia seguinte sentimos o preço do que nao pagamos...rs!
Beijocas e super obrigada pelo carinho la no blog, desculpe a demora!!"

Beijos!!!
Tati (Vida Bicultural)

Postar um comentário

Obrigado pela visita e por deixar comentários!
A sua participação é uma complementação ao meu trabalho e é sempre bem vinda!

 

Conversa Entre Penelopes Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare

BlogBlogs.Com.Br