terça-feira, 12 de outubro de 2010

Alimentação e Alergias-

Posted by MARDEN BASTOS -Real Estate Sales Representative at EXIT Realty Lake Superior at 00:30
Reactions: 
Durante a minha vida profissional como farmacêutica foram inúmeros os casos que assisti e alguns eu acompanhei de clientes com certas pre-disposições alimentares geralmente passageiras e alguns casos de verdadeira alergia alimentar. A maioria dos casos envolvia contaminação alimentar, com reações de estômago e intestino cuja severidade variava dependendo da causa. Os sintomas geralmente eram vômito, diarréia, urticária e quando havia contaminação por bactérias, febre e calafrios poderiam ser associados.
Em termos de alergia os casos mais comuns era ao glutén, albumina ( proteína do ovo), intolerância à lactose e chocolate. Vi alguns casos mais severos de alergia a tomate, corante em alimentos, e pessoalmente conheci alguém que não podia nem sentir cheiro de camarão. Casos mais suaves de alergia a abacaxi, pimentão, manga, kiwi, cujas reações eram mais locais na boca, onde a pessoa manisfestava uma espécie de entorpecimento na língua ou sensação de língua cortada com incidência de aftas poucos dias depois.
Mas tarde , quando meu filho desenvolveu uma adenóide e começou a ter otites recorrentes eu fui apresentada a uma nova dimensão  de alergia alimentar. Uma cujos sintomas se manifestam com características comuns em outras doenças. O otorrino que atendeu o meu filho, um profissional que eu conhecia há muitos anos,  me sugeriu cortar o leite de vaca e trocar por leite de cabra pois segundo ele, havia estudos que associavam o uso de leite a otites recorrentes. O leite não era o causador , mas agravava o problema.  O grande problema em relação ao leite de cabra no Brasil é a dificuldade de achar, pelo menos era naquela época, e também o cheiro forte. Minha alternativa foi fazer uma mistura a 50% dos dois. Mas o caso clínico do meu filho evoluiu  muito rápido e como estava comprometendo a audição a recomendação era a cirurgia. Embora eu fosse contra retirada da amígdala, após discutir com outros profissionais, me convenci de que aquela era a melhor alternativa.  Após a cirurgia meu filho voltou a ouvir direito, falar direito, voltou a ter melhor concentração na escola e se acalmou, pois a respiração difícil o deixava agitado e continuou tomando leite misturado por um bom tempo. Pelo menos ele não teve mais otites.

Quando me mudei para o Canadá eu tomei conhecimento da proibição de levar sanduiches com manteiga de amendoim na escola  e descobri que um númnero muito grande de crianças tem alergias a vários tipos de amêndoas ( amendoim, castanhas, nozes, pistachio, etc). Comecei a notar isto em rótulos- Este alimento pode conter traços de amendoim. Mais tarde conheci pessoas com alergia a caramelo.

Quando fiz a minha primeira consulta médica, meu médico de família nos alertou para um período físico de adaptação aos alimentos e também aos alérgenos do meio ambiente. Segundo ele, um corpo saudável leva em geral de 5 a 8 anos para se adaptar completamente a um novo ambiente , no caso de uma mudança radical como a nossa, de um país para outro. Além da alergia a alimentos como as amêndoas em geral, uma outra planta que florece no final do verão, chamado Goldenrod, é uma das grandes causas de alergia respiratória no Canadá.

Bom, resolvi ficar alerta como minha família iria reagir a este novo ambiente. Embora houve uma mudança nos hábitos alimentares procurei manter um certo balanço entre os valores nutricionais. Sempre fui mais conservadora em termos alimentares: mais comida fresca, muito legumes e verduras, cereais, variedade de carnes, frutas e sucos, entretanto menos enlatados e frituras, refrigerantes, comida pronta. E eu mantive este hábito aqui, tentando me adaptar a novos sabores, uma vez que certos legumes, verduras e frutas não são comercializados aqui.  Entretanto observei certas mudanças.

É claro que as mudanças que observei em mim, não são uma regra, mas aconteceram.
a- ganho de peso
b- cabelo opaco, rebelde, afinando e caindo.
c- tendência a marcar por mais tempo quando me machucava,
d- pele seca,
e- pés mais secos
f- unhas quebradiças,
g- passei a dormir mais pesado ( talvez por causa do frio)
h- muito barulho e movimento intestinal
j- mais tarde desenvolvi uma alergia a leite ( mas esta história eu conto depois).

Alguns dos problemas acima eu consegui ver as causas:
a- ganho de peso- apesar de não ter aderido ao uso constante de pizzas, sanduiches, donuts, fritas, eu tinha uma rotina muito acelerada no Brasil, trabalhando de 10 a 12 hs por dia. Aqui eu virei "rainha do lar", sem castelo e sem assessores. Outra causa possível seria a mudança de horário de refeição. Antes eu tinha um almoço completo e um jantar leve. Aqui passei a ter almoço leve e jantar completo, com lanches intermediários.
b- Cabelo opaco, quebradiço, com queda e afinando- a água no Canadá é bem mais calcárea, que contribui para deixar o cabelo opaco. Novos xampos e cremes? Baixa umidade do ar? Hormônios? Talvez.
c- pele e pés secos- baixa umidade do ar talvez seja a maior causa, mas não descarto a possibilidade da falta de algum componente da alimentação.
d- Unhas quebradiças - Baixa umidade do ar talvez seja a causa, associado ao uso constante de água quente na cozinha. Além disto no Brasil eu sempre usava gelatina em cápsula e aqui eu demorei muito a achar para comprar.
e- intestino barulhento  parece ser algo mais comum aqui do que eu imaginava e o que eu noto é que quando alimento melhor com fibras e probiótiocos o intestino funciona melhor.

Quando a alergia a amendoim aqui , é bom estar bem atento. Depois que estou aqui, já ouvi notícias na TV de caso de morte de uma garota após beijar o namorado que havia comido " peanut butter " naquele dia. Ouvi outras casos de internação. Portanto levem a sério quando existe a proibição. A última coisa que vocês querem é ser os causadores de uma reação alérgica fatal em alguém.

No mais fiquem atentos às mudanças de comportamento do seu corpo aqui. O meu caso de alergia a leite é um caso interessante e eu conto depois.

0 comments:

Postar um comentário

Obrigado pela visita e por deixar comentários!
A sua participação é uma complementação ao meu trabalho e é sempre bem vinda!

 

Conversa Entre Penelopes Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare

BlogBlogs.Com.Br