segunda-feira, 19 de julho de 2010

Trazendo Seu Animalzinho Para o Canadá

Posted by MARDEN BASTOS -Real Estate Sales Representative at EXIT Realty Lake Superior at 02:51
Reactions: 
Para você que tem o seu animalzinho de estimação e pretende trazê-lo, aqui vão algumas informações sobre ter um aninal aqui.
• No Canadá a maioria das cidades tem leis municipais que regulam a existência de animais nas casas. Estas leis determinam o número principalmente de cães e gatos em cada residência e dita as responsabilidades, restrições e obrigações do proprietário dos animais. 
• Trazer um animal para o Canadá segue as regras de importação. Veja aqui o que você fazer.
• Embora pela lei do inquilinato o proprietário do imóvel não possa proibir o inquilino de ter animais, ele pode estabelecer claúsulas referente a danos causados por ele. Entretanto se o seu cachorro causar distúrbios na vizinhança e puder ser provado, isto poderá lhe trazer problemas. Inclusive cancelamento do contrato e pagamento de danos, caso existam.
• Em caso de condomínio, o estatuto do condomínio prevalece sobre a lei do inquilinato. Se você vai morar em condomínio, procure antes saber sobre as restrições em relação aos animais ( tipo, número ,tamanho e regras de transitar com eles). O estatuto do condomínio pode ser mais restritivo que a lei municipal. Uma vez assinado o contrato de aluguel ou compra de imóvel, se houver restrição no estatuto do condomínio, você terá um problema enorme nas mãos e terá de optar pelo seu animalzinho ou pagar a multa de recisão de contrato ou perdas pelo imóvel ter ficado fora do mercado.
• Se o seu cachorro for barulhento, latidor e estressado, pense bem antes de trazê-lo, ou então trate-o aí antes.
• O descumprimento destas leis municipais e de condomínio podem gerar multa pesada.
• O proprietário tem um número de dias após se estabelecer na cidade para registrar seu animal ou após se tornar dono de um. O registro pode ser anual ou por toda a vida, variando de cidade para cidade e também se o animal é castrado ou não.
A importação de Pit Bull e outras raças fisicamente parecidas descrita na lei é proibida em Ontário. Esta raça foi banida em Ontário em 2005 de acordo com a lei aqui descrita. Em outras províncias deverá ser verificada.
• Os animais devem ser registrados na prefeitura e devem carregar permanentemente uma medalha de identificação contendo o número do registro.
• A medalha de vacina antirábica também deve estar permanente com seu cachorro em Ontário.
• Antes de andar com um cachorro num parque, veja na placa do local se animais são permitidos e em quais horários. Normalmente se soltar o animal for permitido, a placa também mostra ou diz, do contrário mantenha-o preso. Muitos parques são localizados na periferia de escolas e se um animal colocar em risco a segurança das pessoas, a polícia será chamada e o proprietário notificado e até multado.
• O proprietário é responsável por recolher os excrementos de seu animal em qualquer propriedade pública e privada que não seja a sua.
• Evite deixar que seu animal ande ou faça suas necessidades na parte privada da grama , aquela que fica do lado de dentro da calçada. Muitos proprietários se irritam com a presença de animais. A parte externa de grama, que está próxima da rua é a parte pública.
• Para saber sobre os regulamentos sobre animais na cidade que você pretende morar, visite o site da prefeitura , vá na parte de By-laws ou Animais e procure documentos relacionados.
• Este documento mostra  uma legislação sobre animais numa cidade de Ontário, apenas um exemplo para lhes dar idéia sobre a cobertura da lei. Mas mantenha em mente , que cada cidade tem suas leis referente a este assunto.
• No verão os cães podem ser picados por inseto que transmitem doenças e uma delas compromete o coração deles. Portanto entre maio e outubro você deve usar um produto que é aplicado no dorso do seu cachorro para prevenir diferentes tipos de doenças entre elas o “heart worm” , carrapatos e pulgas. Este produto é adquirido nas clínicas veterinárias. Veja com o veterinário qual o produto mais adequado ao tamanho e peso do seu cachorro.
• Uma consulta ao veterinário varia de clínica para clínica. Eu pago 80$ cada vez que vou lá. Entretanto cada serviço prestado além da consulta é cobrado. Ex: cortar as unhas custa mais 10$. Em maio paguei CAN $ 120,00 de vacinas. A minha sorte é que agora todas as vacinas do "Sparky" vencem juntas e só daqui a 3 anos, porque cada vez que eu levava para tomar vacina era pago uma consulta mais a vacina.

Este é nosso cachorro "Sparky"
• Saiba sempre onde existe um Hospital Veterinário próximo de você e qual o horário de funcionamento dele, de preferência um que tenha veterinário 24 hs, para emergência. Normalmente as clínicas fecham em torno de 6 ou 7 PM.
• Uma visita ao pet shop para banho e poda custa em média para o meu cachorro que é pequeno, 6kg, entre 45 a 75$. Existem pessoas que tem pequenas empresas e fazem isto em casa e oferece um preço menor. Procurem referências nas petshops que não prestam este serviço e provavelmente elas terãm este tipo de referência, ou converse com pessoas que também tem cachorros, nos parques e na vizinhança.
 • A maioria dos grandes supermercados oferecem uma seção de comidas e alguns acessórios para animais. O preço costuma ser mais acessível que nas lojas especializadas. Entretanto as "pet stores" tem mais variedades e carregam estoques de comidas e outros produtos, portanto se você não achou a comida que seu animal está acostumado a comer ou o shampo ideal no supermercado,o jeito é dar um pulinho das lojas especializadas.
• As lojas de dolar tem alguns produtos animais num custo bem agradável ao bolso tais como brinquedos, coleiras, pads absorventes, etc.
• Se o seu animal for criado solto no quintal, pense que aqui no Canadá ele ficará pelo menos 6 meses dentro de casa, portanto comece logo a fazer o treinamento dele . Você deve saber se você e seu animal vão se adaptar a esta nova vida. Seu animal deve saber se comportar dentro de casa, sem ficar latindo ou arranhando a porta, ou destruindo as coisas por estresse . Se for necessário, busque ajuda com o veterinário ou treinador.
• O Floral de Bach pode ser de grande ajuda na preparação do animal para o estresse da viagem e também a grande mudança: nova casa, novos cheiros, vida dentro de casa, talvez a perda de convivência com algumas pessoas. Durante mais de 15 anos eu trabalhei com florais  de diversos sistemas e vi resultados muito interessantes na área veterinária. Atualmente eu dou  floral para o  meu cachorro porque ele se estressa demais quando passeia de barco ou simplesmente vai à marina. Em um mês de tratamento já consegui que ele ande nas docas ao invés de engatinhar, ele anda no barco em movimento, já entra e sai do barco ancorado. Mas ainda late muito e fica o tempo todo com a língua de fora. E quando chega em casa , desmonta de cansaço. Uma questão de paciência e persistência.
 * O Floral que sugiro é Rescue Remedy, uma a duas semanas antes da viagem. O Walnut também pode ser dado em paralelo também quando se percebe medo latente. Se o seu pet for pequeno  dê 2 ou 3 gotas 4X/dia. Se for grande 6 gotas 4X/dia. Mantenha o floral depois que chegar aqui por um mês ou mais se for necessário. Se o seu floral acabar aqui no Canadá, procure nas “Health Store”, loja de produtos naturais. Só que aqui eles são vendidos em solução concentrada. O que eu faço é pingar a quantidade de gotas num volume de água que meu cachorro vai tomar ao longo do dia.
• Tenha o histórico de vida do seu animal, com os certificados de todas as vacinas em dia. A antirábica é obrigatória no Canadá. No caso de gatos eu não tenho informação ainda.
• Assim que chegar no Canadá providencie um veterinário e veja se é necessário completar o quadro de vacinas.
• Traga algum brinquedo predileto de seu animal ou alguma coisa que você saiba que ele goste para facilitar a adaptação.
• Compre a gaiola em que seu animal será transportado durante a viagem, com antecedência, para que ele possa se familiarizar com ela.
• Procure saber se a comida do seu animal existe aqui. Se não existir, descubra uma marca comum aqui e aí e mude gradativamente de marca estando aí, antes da mudança, para que ao chegar aqui, a comida seja uma coisa a menos na adaptação.

A Pati do Patitando e a Lupatinadora Do Forno Para o Freezer escreveram um post ótimo sobre os procedimentos ainda estando no Brasil. Parabéns a elas!
Site súteis:

2 comments:

Simone on 19 de julho de 2010 09:02 disse...

Olá, adorei o post.
Queria saber se você conhece alguém que levou gatos? Estou indo agora em agosto, mas provavelmente minha mãe a levará depois, quero me arrumar primeiro.
Obrigada bjs

MARDEN BASTOS (Real Estate Sales Representative) on 19 de julho de 2010 12:55 disse...

Simone,obrigado pelo feed back. Eu só conheço pessoalmente uma pessoa que trouxe uma cadelinha. Mas acabei de colocar mais um link no post e no blog,na parte de Links Úteis, sobre as regras estabelecidas pelo governo relativas a importação de animais. Caso você ainda não tenha lido nada oficialemnte a respeito, dê uma olhada para ver o que e como deve ser o certificado emitido pelo veterinário. Assim que eu tiver mais informações sobre gatos eu coloco novos posts, mas atualmente por eu ter cachorro, fica mais fácil colocar informação apra cachorro.Até mais.

Postar um comentário

Obrigado pela visita e por deixar comentários!
A sua participação é uma complementação ao meu trabalho e é sempre bem vinda!

 

Conversa Entre Penelopes Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare

BlogBlogs.Com.Br